Tempersul/Dracena passa dos 100 gols no ano, e melhor ataque reforça sonho do bicampeonato da LPF

O Tempersul/Dracena atingiu (e passou) uma marca significativa na temporada, cujo término deve reservar ainda muitas emoções, e que reforça o principal objetivo do time, este permanecendo em jogo: o bicampeonato da Liga Paulista de Futsal (LPF). Na despedida da primeira fase, além de assegurar a liderança e a vaga direta para a terceira fase, os dracenenses deixaram para trás a soma de 100 gols no ano.

Conforme dados disponibilizados pela assessoria do Tempersul/Dracena, o número simbólico veio com o gol de Cleitinho, o quarto na goleada frente à Botucatuense, no encerramento da primeira fase.

Dono do melhor ataque nesta LPF, com 64 gols, o time já havia marcado 37 vezes na campanha do vice-campeonato da Copa LPF, no primeiro semestre (e começo do segundo). Outros dois gols foram anotados na Retomada Esportiva, que vai para a segunda fase neste final de semana. O total apresenta 103.

Ainda conforme dados da assessoria, 2021 apresenta uma média de quatro gols por partida, e vale o comparativo com as médias anteriores recentes, que trazem o seguinte panorama:

  • 2018 – 76 gols (média de 2,92)
    2019 – 110 gols (média de 4,4)
    2020 – 62 gols (média de 2,29)

Considerando as três competições, a liderança geral da artilharia no ano traz Vitinho com certa folga (veja abaixo). Nesse rol de artilheiros, entra até o goleiro Léo Silva. E, ainda, nomes que deixaram o time do Oeste Paulista após o primeiro semestre também podem ser lembrados:

Vitinho: 21 gols
Juninho: 13
Paulo Victor: 12
Isaac: 11
Alan: 10
Marcelinho, Delegado e Gugu*: 5
Denner: 4
Cleitinho e Felipe: 3
Kaká* e Marlon*: 2
Chucky, Léo Silva, Lukinha*, Oito Meia*, Rato*, Raylson e Ivan (do Barão, contra): 1 gol

*deixaram o Tempersul/Dracena

Com informações: Globo Esporte.com | Foto: João Paulo Benini