Tempersul/Dracena fecha 1ª fase da LPF contra possível adversário das quartas de final

Dois confrontos seguidos contra a Botucatuense? É o que pode ocorrer com o Tempersul/Dracena na Liga Paulista de Futsal (LPF). O primeiro jogo é certeza, nesta terça-feira (2), às 16h, no Ginásio Alaor Ferrari, válido pelo fechamento da primeira fase. O que acontecer nele e na segunda fase vão determinar se o segundo encontro seguido se concretiza.

Os objetivos do Tempersul/Dracena diante do seu torcedor, nesta 15ª rodada, são vencer a 12ª em 14 compromissos e terminar a primeira fase na liderança. O time ocupa a ponta com o mesmo número de pontos, mas quatro gols a mais de saldo que o Pulo. Também leva vantagem no segundo critério de desempate, os gols marcados (57 a 44).

Para manter a dianteira, se ganhar de 1 a 0, a equipe de Campinas não pode triunfar por 6 a 0 diante do Brutos, por exemplo. Em caso de empate do Pulo jogando em casa, a igualdade é suficiente aos dracenenses. Se os campineiros perderem, o representante da Cidade Milagre pode até se dar ao luxo de ser derrotado para fechar na liderança, claro, desde que a diferença no saldo de gols não seja tirada.

Os dracenenses fazendo sua parte, a segunda combinação necessária para o confronto se repetir nas quartas de final é com a Botucatuense eliminando o seu adversário na pré-quartas. Isso porque o primeiro pega o vencedor do duelo entre o nono e o oitavo. E o time de Botucatu não tem mais como sair da nona colocação.

Hoje, o oitavo é o Yoka/Milclean, mas outros três times têm chances de terminar nessa posição: Indaiatuba, São Bernardo e Barão. Assim, o rival do Dracena no mata-mata, com a primeira colocação confirmada, será um desses cinco times citados. Todos vencidos por ele na primeira fase, com exceção, obviamente, do representante de Botucatu.

Com informações: Globo Esporte.com | Foto: Lucas Mello