Estreia do Tempersul/Dracena se aproxima, e técnico Flavinho Cavalcante faz os ajustes finais

Após alguns dias de treinos intensos, visando a estreia na Copa LPF, o Tempersul/Dracena está pronto para o primeiro jogo da temporada. Nesta quarta-feira (28), às 19h, o time comandado por Flavinho Cavalcante encara o Brutos Futsal, no Ginásio ‘Vozão’, em Limeira (Interior de SP), com transmissão ao vivo pela TV LPF, em parceria com a LiveSportes.

Em entrevista ao repórter Paulo Tarocco, do Globo Esporte.com (Presidente Prudente), Flavinho falou sobre estes últimos ajustes antes da estreia:

“Esses últimos dias foram bastante corridos, sim. É uma semana que temos para aperfeiçoar tudo o que foi treinado, considerando que são muitas variantes para treinarmos no futsal, dentro do aspecto tático. Precisamos acertar o trabalho de marcação, ataque, com uma marcação mais pressão, com goleiro-linha, entre outros aspectos”, avaliou o treinador.

No decorrer da semana, em meio ao contentamento pela divulgação da data de estreia, Flavinho Cavalcante já havia falado também sobre sentir pela ausência de amistosos durante esta preparação. Fato classificado por ele como inédito em sua carreira no futsal e que, ao que tudo indica, irá perdurar até o primeiro jogo. O duelo será na próxima quarta-feira (28), em Limeira, contra o Brutos.

Na última sexta (23), a equipe dracenense completou 10 dias de retorno às quadras, depois de exatos 54 dias longe delas. O período começou no final de fevereiro, quando o município suspendeu atividades e acesso a alguns espaços em decorrência do agravamento da pandemia. E foi a partir disso que as “variantes” essenciais dentro do futsal, sobretudo taticamente, ficaram comprometidas.

O condicionamento físico dos atletas foi o único a ter evolução, pois os trabalhos passaram a ser feitos na base do improviso, na grama, em espaços particulares. Então, nesta reta final de preparos, os olhares ficam todos voltados aos detalhes táticos, tentando aproveitar o pouco tempo da melhor forma. Deixando para trás as lamentações, embora existam.

“Vamos fazendo os ajustes, entendendo o que é essencial. Temos, sim, esse agravante antes de uma estreia. Mas não adianta lamentar por aquilo que não temos e, sim, valorizar este tempo que ainda teremos pela frente”, encerrou.

 

Com informações: Globo Esporte.com | Foto: João Paulo Benini