“A disputa foi um marco para as meninas”, diz técnico do Guarulhense

Mais uma vez a LPF (Liga Paulista de Futsal), saiu na frente e promoveu neste segundo semestre, a primeira edição da LPF Sub-17, categoria feminina. Mesmo com todos os percalços em decorrência da pandemia, muitos clubes apostaram na ideia e fizeram uma competição de alto nível.

A grande final aconteceu na tarde do último domingo (13), em Campinas, onde as meninas do Guarujá Futsal ficaram com o título, ao vencerem o CA Guarulhense pela contagem de 8 x 2. Marcelo Alves, técnico do Guarulhense, falou sobre a experiência em participar da competição:

A disputa foi um marco para as meninas, por toda superação delas – financeiramente – já que no futebol feminino e mais difícil encontrar patrocinadores que acreditem. Elas venderam rifas nas ruas para que pudessem realizar o sonho de competir. Encarar grandes equipes foi ótimo para elas. Nosso primeiro jogo, foram cinco horas de viagem até Itaí, e depois o Guarujá em casa. Na semifinal, encontraram uma dura batalha contra o Santo André, até que conseguimos chegar na final“, disse.

O treinador diz ainda que as maiores dificuldades foram as de ordem financeira: “Para o futsal feminino as coisas são bem mais complicadas. Há pouco investimento. Viagens, alimentação,  tudo isso precisa de recursos, de  investimento, e o delas foi ir nas ruas vender rifas, por isso a nossa goleira chorou na entrevista dos destaques“, relembra.

Foto: Bruna Alisson