Treinadores chegam às finais da LPF com campanhas parecidas e histórico de títulos

Tempersul/Intelli/Dracena e Pulo Futsal chegam à grande final da LPF (Liga Paulista de Futsal), após terem praticamente, as mesmas campanhas ao longo da competição. Os números mostram total equilíbrio entre ambos os finalistas, que pela primeira vez decidem o título.

Na primeira fase, a equipe de Dracena, comandada por Bruno Silva, integrou o Grupo 4 e se qualificou para as quartas de final após terminar na primeira posição. Foram 15 pontos em seis jogos, com cinco vitórias e apenas um empate. O ataque marcou 22 gols, enquanto a defesa sofreu 8 – defesa menos vazada da competição (saldo de 14 gols). O grupo contava ainda com Barão de Mauá/Futsal Ribeirão, AA Botucatuense e Uniara/Fundesporte.

Bruno Silva:

Bruno Silva está no comando técnico da equipe há pouco tempo, mas durante algumas temporadas, foi auxiliar técnico de seu pai, o ‘Cidão’. A parceria deu certo e Bruno Silva conquistou títulos importantes como a Liga Nacional de Futsal (2012 e 2013), Copa Paulista (2015 e 2019), e Copa Bagé (2017). Na LPF, a Intelli (ainda sem a parceria com Dracena), foi vice-campeã nos anos de 2014 e 2015). Bruno Silva teve ainda, uma rápida passagem pelo futsal do Pernambuco e sagrou-se Campeão Brasileiro Universitário de Futsal  no ano de 2016.

Já o Pulo Futsal liderou o Grupo 3, que tinha Hortolândia Futsal, AD Indaiatuba e N10/Jundiaí. Os números da campanha do time de Juliano Martins foram os mesmos em relação aos da Intelli. No entanto, o Pulo Futsal detém o melhor ataque da competição com 28 gols marcados. A defesa campineira sofreu nove gols e o saldo é de 19 gols pró.

Juliano Martins:

Também conhecido como ‘Jabá’, o técnico Juliano Martins assumiu o Pulo Futsal em 2017, após alguns anos à frente do Mogi das Cruzes Futsal. Na equipe mogiana, Jabá conquistou bons números, principalmente na época em que treinava a categoria sub-20 pela parceria São Paulo/Mogi. O projeto revelou nomes, os quais já são uma realidade no futsal: Luan (goleiro), Edimar, Felipe Valério, Garrincha, Nenê, Tyson, dentre outros.

À frente da categoria principal, Jabá levou o time à conquista da Copa Sudeste 2015 (competição promovida pela CBFS – Confederação Brasileira de Futsal), além de três títulos dos Jogos Regionais e dois nos Jogos Abertos do Interior.  No ano de 2016, fez um trabalho na base do Arsenal Vila Verde e formou alguns atletas que estão no Yoka, de Guaratinguetá. Além disso, teve uma rápida passagem pela categoria sub-20 do Inter Mogi.

Em 2019, ao lado do também treinador Leandrinho (Taubaté Futsal), foi técnico da Seleção da Liga Paulista de Futsal, durante o 1º Campeonato Brasileiro de Seleções de Liga, disputado em Seara (SC), onde o time paulista ficou na terceira posição.

 

Fotos: Divulgação