Contra o Barão de Mauá, Bruno Silva pede atenção à Tempersul/Intelli/Dracena

A Tempersul/Intelli/Dracena realiza, nesta quarta-feira (7), seu terceiro jogo pela Liga Paulista de Futsal (LPF). A partida será contra o Barão de Mauá/Futsal Ribeirão, no Ginásio José Favaro Júnior, em Ribeirão Preto, às 20h. O duelo marca o retorno do técnico dracenense, Bruno Silva, à sua região de origem.

O treinador é natural de Orlândia, cidade localizada a cerca de 60km de Ribeirão e onde começou a história da empresa, hoje parceira, da Tempersul/Dracena, com o futsal. E o treinador falou sobre o que espera e a importância deste jogo contra seus “conterrâneos”.

“Conheço muita gente de lá, como sou de Orlândia. Será um jogo difícil, equilibrado. É um jogo que você tem que estar atento. O jogo pode ajudar ou complicar de vez”.

Pela Liga Paulista, a equipe dracenense soma duas vitórias (AA Botucatuense e Uniara/Araraquara) em dois jogos e lidera o Grupo 4, com seis pontos. O Barão é vice-líder e tem quatro pontos em três partidas.

Questionado sobre o tanto quanto a perda do goleiro Velloso, recentemente transferido para o futsal do Cazaquistão, pode ter interferido no rendimento do time, o técnico acredita que a baixa tem seu percentual de contribuição, mas “é apenas mais um elemento, não o principal” – como comentou.

Bruno Silva espera ainda que Rhuan, recém-contratado, tenha tudo para se adaptar à Tempersul/Intelli/Dracena com o tempo e suprir a ausência de Velloso em momentos que demandem um arqueiro com as mesmas características. Entre elas, o jogo com os pés.

 

Com informações: Globo Esporte.com | João Paulo Benini