Futsal dracenense usa campo de futebol adaptado. Técnico Bruno Silva aprova

O elenco principal do Tempersul/Intelli/Dracena está de volta às atividades coletivas (sempre respeitando todos os protocolos de saúde estabelecidos. Há quase duas semanas, o treinador Bruno Silva, ao lado de toda a comissão técnica, fez uso de um campo de futebol, que pertence à empresa Tempersul e normalmente é utilizado pelos próprios funcionários.

No início, o espaço era voltado, basicamente para trabalhos físicos em grupos isolados. Mas, segundo Bruno Silva, os treinos ficaram massantes, até que surgiu a hipótese do campo virar uma quadra adaptada:

“Pedimos autorização para demarcarmos o campo com as mesmas dimensões de uma quadra de futsal. Todos os trabalhos com bolas foram feitos com bola de futsal, que não rola muito, mas deu para os atletas terem um contato maior”, disse o treinador.

Também tiramos os confrontos nessas atividades, pois não tinha muita necessidade, mas estamos priorizando a parte tática. E como temos este espaço de 40 x 20, dá para a gente ajustar tudo: situações de bola parada, ataque e defesa”.

Sobre as dificuldades encontradas, Bruno diz que a principal delas foi o uso de tênis de futsal no gramado:

“Pedi para que os atletas irem de chuteiras, mas a maioria não tem. Quem tem, usa, mas a quem usa tênis de futsal sentiu a diferença, porque escorrega mais.  O contato com a bola fica mais lento, porque é um nível acima das quadras de futsal. O restante foi tranquilo. E só de ter este contato com a bola, deu uma motivada nos atletas”, encerrou.

 

Foto: João Paulo Benini