O Mogi Futsal tinha iniciado a pré-temporada para a disputa da Copa LPF 2020, mas precisou suspender os trabalhos na terceira semana por conta da pandemia do novo coronavírus. Devido à paralisação das atividades de quadra, coube ao preparador físico do time, Luiz Alencar, buscar alternativas para tentar amenizar os prejuízos causados pela quarentena obrigatória.

A saída encontrada da comissão técnica foi adaptar os treinos físicos para serem realizados em casa. Segundo Luiz, todos os jogadores estão seguindo uma rotina de acordo com planilhas personalizadas conforme as necessidades individuais de cada atleta.

– A programação dos treinos individuais é feita de acordo com as características de cada atleta ou de grupos de atletas. Jogadores que tem um potencial maior em velocidade realizam treinos específicos para melhorar essa capacidade e não ter um perda desse rendimento, assim como atleta que tem uma necessidade de resistência aeróbica maior, o treino é específico – disse Luiz.

A estreia do Mogi Futsal na temporada  aconteceria na próxima sexta-feira, dia 27, contra o Indaiatuba, no Botujuru, em jogo válido pela Copa LPF, que também teve seu início adiado por tempo indeterminado pela Liga Paulista. Sem uma previsão para o retorno das atividades, o preparador físico do Mogi ressaltou a importância do elenco seguir à risca o planejamento da comissão técnica para amenizar as perdas pelo tempo de inatividade e, principalmente, para facilitar a evolução na parte física após o período de isolamento.

“Alguns estudos nos remetem que a partir do quarto dia de inatividade o atleta começa a ter uma perda considerável do rendimento físico. Realmente existe esse risco e, por isso, encontramos um meio de repassar as atividades para os atletas realizarem elas em casa justamente para minimizar esse prejuízo. Consideravelmente terá uma perda, mas, acredito que com os treinamentos feitos em casa, o prejuízo será menor e quando voltarmos as atividades, talvez, os jogadores não vão precisar recomeçar tudo novamente, mas iniciar a partir de um estagio avançado”, explicou o preparador físico do Mogi Futsal.

Com informações e foto: Guilherme Borges/Globo Esporte.com