Como de costume, o Corinthians voltou às atividades na fase de pré-temporada, bem antes em relação às demais equipes. Todo este processo é fundamental para que o grupo suporte bem todos as competições a serem disputadas ao longo do ano, sem riscos de graves lesões.
 
Além disso, o Timão manteve boa parte de seu elenco e trouxe apenas três reforços: Eder Lima (ex-Magnus), Jackson e Leandro Caires (ex-JEC/Krona), e que já defenderam o Corinthians.
 
Para André Bié, esta manutenção no plantel facilita o entendimento de jogo e a filosofia de trabalho dentro do clube:
 
A gente entende que a manutenção do grupo, tendo o merecimento de permanecer em nossa instituição e o entendimento do modelo de jogo, facilita muito o caminhar ao longo do ano. Os jogadores já se conhecem, conhecem os atalhos e um ajuda ao outro, já que o nosso jogo é bem sistêmico e isso leva muito tempo de automatizar movimentos, leva muito tempo de assimilar. Nosso jogo é difícil de se assimilar, mas depois de ter o entendimento, o jogador consegue colocar em prática;.e todos participam do jogo, todos se se sentem importantes e manutenção nada mais é do que facilitar este processo.e facilitando todo este processo, a gente dá um passo a mais“, explicou.
 
O treinador também falou a respeito dos novos reforços:
 
Duas peças (Leandro e Jackson), mais o Eder, que veio para fortalecer o nosso elenco. São peças pontuais, os quais, fomos monitorando ao longo do ano passado e eles vão nos ajudar bastante neste temporada. Na questão do ambiente, dois já vivenciaram, sabem como é a nossa filosofia de trabalho e o Eder chegando para nos ajudar, no passe para frente, no jogo de pivô-referência que é nosso forte“.
 
Leandro Caires, ídolo da torcida e campeão pelo Corinthians, em 2016 volta após dois anos no JEC/Krona:
 
O Leandro passa a ser o jogador interessante pra gente, porque ele sabe o nosso sistema de jogo. Ele pode nos ajudar tanto dentro, como fora de quadra, passando informações para os colegas de trabalho. O Leandro é uma referência, é um jogador que a gente vê com bons olhos, porque elo passou e ganhou conosco. É um atleta que a gente respeita demais, e tem história no clube, o que é muito importante. E o que a gente preza no Corinthians é ter uma história no clube. Fazer esta história e ser exemplo dentro do clube. Então ele é um líder, e vai nos ajudar basante“, encerrou.