O corpo de Douglas Nunes, ex-pivô do Corinthians, foi velado e sepultado na tarde desta segunda-feira (12), no Cemitério da Vila Alpina (zona leste de São Paulo), onde aproximadamente 2000 pessoas, entre familiares, amigos, treinadores, atletas e dirigentes deram o último adeus ao ídolo alvinegro.

Betão, irmão mais velho e principal referência de Douglas Nunes, falou sobre a morte do caçula:

 

‘Era o nosso “caçulinha”, 27 anos, queria ser igual a mim, um orgulho muito grande , conquistando as coisas dele, conseguindo. Tudo o que eu consegui, ele estava conseguindo também. E por causa de mim, que me via na TV, via ganhando títulos e falava pra todo mundo. Eu joguei muito tempo fora e ele tinha sonhos também, estava com os objetivos e tinha um filho pra criar, é muito difícil essa despedida, é muito complicado. Agora é pensar nos meus pais, porque é uma situação muito complicada para eles, enterrar um filho e logo o mais novo, desabafou.