O Tempersul/Dracena se aproxima do fim da primeira fase da Copa Paulista de Futsal. Restam três jogos à equipe, e o próximo compromisso é nesta sexta-feira (3), às 20h, diante do Botucatu, na quadra da Associação Atlética Botucatuense. O time dracenense já está classificado, mas ainda tem um objetivo nesta parte inicial da competição: conquistar os nove pontos que estarão em jogo para terminar na melhor colocação possível, quem sabe até na vice-liderança.

A equipe da Nova Alta Paulista ocupa atualmente o quinto lugar, com 16 pontos. A briga está boa para ver quem fica no G-4 e, consequentemente, garante a vantagem de realizar o jogo único das quartas de final em casa. O São Carlos lidera, com 21 pontos, seguido por Mogi, 18, e Pulo do Gato e Taubaté, ambos com 17. Embora esteja em desvantagem na pontuação para os rivais diretos, o Dracena tem algo que ninguém tem: faz as últimas partidas contra rivais que estão fora do pelotão da frente.

Depois de pegar o Botucatu, que está na 11ª colocação, o time dracenense recebe o Araraquara (sexto lugar), no próximo dia 10, e fecha a primeira fase contra o Bauru (10º), no dia 14, fora. Enquanto isso, nessa trinca derradeira, cada um dos concorrentes pelas vagas no G-4 tem dois confrontos diretos: Taubaté x Mogi, Mogi x Pulo do Gato, São Carlos x Taubaté e Pulo do Gato x Intelli.

Para atingir 33% deste último objetivo na primeira fase, o Dracena buscou se adaptar, nos últimos treinos, às dimensões da quadra da Associação Atlética Botucatuense. Depois do atropelo por 10 a 1 sobre o lanterna Hortolândia, na última sexta-feira (26), os jogadores ganharam folga e voltaram aos trabalhos na segunda (29), ou seja, tiveram praticamente a semana toda para pensar no próximo adversário.

“É uma quadra menor, o que nivela o jogo por baixo. Por isso, treinamos diminuindo o tamanho do Alaor Ferrari, ou no Dovilho Moura, que é menor, mas, mesmo assim, ainda um pouco maior que a quadra do Botucatu. Buscamos isso para diminuir as dificuldades. Sabemos que todas as equipes que passaram por lá, mesmo as que venceram, tiveram dificuldades”.

A viagem de aproximadamente 400km entre Dracena e Botucatu está prevista para começar às 11h desta sexta-feira. O ala Guilherme e o fixo Paulo Victor seguem se recuperando de lesões e não viajam. Há a possibilidade também do ala Dario desfalcar a equipe. Ele deve ser liberado, pois seu filho está prestes a nascer.