O Tempersul/Dracena volta a jogar pela Copa Paulista, nesta quinta-feira (4), a partir das 20h, quando o time comandado por Edilson Leite Yoka Futsal, no Ginásio Itaguará Country Clube, em Guaratinguetá (Vale do Paraíba).

E dois jogadores vão entrar em quadra “abençoados”. Um dia antes do duelo, o ala Rodriguinho e o pivô Vitinho aproveitaram a hospedagem para visitar o Santuário Nacional de Aparecida. Contando com a fé e com a preparação realizada, a dupla e todo o grupo vai em busca de manter a evolução no início do campeonato.

O elenco chegou no começo da tarde desta quarta-feira (3) ao Vale do Paraíba, depois de uma viagem de aproximadamente 800km, a mais longa do time na Copa. Antes de uma atividade regenerativa no hotel onde a equipe está hospedada, em Aparecida, o ala e o pivô visitaram a “casa da mãe”, como publicou Rodriguinho em uma rede social.

E os atletas não tiveram só motivos para fazer pedidos, mas também agradecer. O Tempersul/Dracena ganhou as duas primeiras partidas da temporada e não sofreu nenhum gol – 1 x 0 sobre o São Caetano e 3 x 0 diante do Barueri. Vitinho, inclusive, já balançou as redes neste ano, no jogo em que o elenco colocou em prática uma orientação do técnico Edilson Leite.

“Precisamos seguir corrigindo as falhas e aprimorando nossas movimentações – analisou o comandante”, disse.

Vitinho espera mais uma vez deixar Edilson Leite feliz e, para isso, se mostra consciente das dificuldades que o Dracena terá que superar. O Yoka jogou apenas uma vez até aqui no certame e empatou por 3 x 3 com a AA FIB, em Bauru.

“O time deles é bem jovem e conta com jogadores especialistas no jogo de um contra um. Temos que ter atenção na marcação e aproveitar as oportunidades”.

Para o duelo em Guaratinguetá, o Tempersul/Dracena segue sem poder contar com o fixo Paulo Victor e o ala canhoto Guilherme Pires, ambos em recuperação de lesões no joelho esquerdo.

Com informações: Globo Esporte.com | Foto: Arquivo Pessoal