Para que o reencontro com o torcedor após cerca de quatro meses terminasse com aplausos, três elementos foram fundamentais na visão dos artilheiros do Tempersul/Dracena na noite da última sexta-feira (29). Tatinho, Vitinho e Rodrigo Gomes analisam que uma boa conversa no intervalo, a imposição ao jogar em casa e a dedicação do início ao fim fizeram a expectativa ser transformada no resultado de 3 x 0 contra o Barueri.

Autor do último gol, o pivô Vitinho acredita que alguns erros vistos na estreia contra o São Caetano – vitória por 1 x 0 no último dia 20 –, principalmente na conclusão das jogadas, se repetiram na etapa inicial da primeira partida em casa. Mas o placar foi mais amplo do que o do duelo no ABC paulista porque as palavras se transformaram em escolhas diferentes dentro de quadra no segundo tempo.

“A gente ficou um pouco receoso no começo, tentando encaixar as jogadas, trabalhadas pelo professor Edilson Leite. Mas infelizmente no primeiro tempo a gente não conseguiu demonstrar. A gente acertou no vestiário, deu uma tranquilizada e conseguiu ampliar no segundo tempo”.

Se Vitinho já está acostumado a jogar e marcar no Alaor Ferrari, o ala/pivô Rodrigo Gomes fez seu primeiro gol com a camisa dracenense logo em sua estreia no ginásio pela equipe. Bola na rede a qual ajudou o time a vencer o primeiro dos cinco jogos que vai fazer em casa nesta fase inicial da Copa Paulista.

“Achei que foi um resultado que a gente esperava. Aqui dentro de casa a gente tem que se impor mesmo, fazer o nosso jogo. E eu fiquei feliz pelo gol, por ter ajudado a minha equipe. (O gol) deu uma aliviada, estava uma pressão deles. Foi um gol importante em uma hora certa. Vamos continuar trabalhando para manter essa pegada”.

Jogador há mais tempo no time e filho da terra, Tatinho mostrou que estava à vontade na partida. Ele roubou a bola e concluiu bem o lance do primeiro gol e ainda construiu praticamente toda a jogada do terceiro tento. Uma boa apresentação individual, mas o ala faz questão de compartilhar os méritos com todo o grupo.

“Primeiramente, tenho que agradecer meus companheiros, que correram do começo ao fim. E não preciso falar nada. A bola sobrou para mim, e fui feliz em fazer o gol, e feliz por ser da casa ainda. Estou muito feliz”.

“A gente está treinando forte, agora já tem o compromisso na quinta-feira (4), contra o Yoka. Agora é ficar focado que a gente tem que ir em busca dos três pontos”, encerrou Tatinho.
Com informações: Globo Esporte.com/Presidente Prundente | Frame de vídeo: TV Fronteira